Profissionais de enfermagem se destacam no Prêmio Inova Saúde 2019

Escrito por .

Entre os 36 projetos vencedores do 4º Prêmio Inova Saúde, promovido pelo Instituto de Estudos em Saúde Coletiva (Inesco), cinco profissionais de enfermagem se destacaram. A premiação aconteceu no encerramento da 5ª Mostra Paranaense de Pesquisas em Saúde, em Londrina, na sexta-feira, dia 12.

Para a presidente do Conselho Regional de Enfermagem, Simone Peruzzo, o resultado reflete a natureza dos profissionais de enfermagem em buscar aperfeiçoamento constante. “Na pesquisa do perfil da enfermagem, realizada em parceria entre Cofen e Fiocruz, esse é um ponto que se destaca. Os profissionais de enfermagem permanecem se qualificando durante sua vida profissional e inovam ao adotar novas formas de atuação”, explicou.

Ao todo, foram apresentados 365 trabalhos e 36 premiados. Um deles é o projeto que está sendo desenvolvido em Astorga, no distrito de Içara, em parceria com a Enfermeira Paolla Furlan Roveri, mestranda na Universidade Estadual de Maringá (UEM). O projeto “O Uso de Mobile Health na Atenção Primária à Saúde: um aplicativo criado pelo enfermeiro” alcançou o segundo lugar no eixo Tecnologia e Inovação. Seu principal objetivo é o desenvolvimento de um aplicativo para ser utilizado pelos Agentes Comunitários de Saúde durante a visita domiciliar para o recém-nascido, já em fase de teste em Içara.

No eixo Epidemiologia e Vigilância em Saúde foram premiadas as enfermeiras Simone Henkes, da Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré, e Merari Gomes de Souza, da Secretaria Estadual da Saúde. Simone recebeu o 2º lugar com o projeto “Descentralização dos Testes Rápidos para as Unidades Básicas de Saúde do Município de Almirante Tamandaré/PR”. Já Merari foi a 3ª colocada com o trabalho “Perfil Epidemiológico da Mortalidade por Suicídio na Categoria de Enfermagem no Paraná”.

Leandro Lopes Gibson Alves, da Universidade da Amazônia (UNAMA), recebeu o primeiro lugar no eixo Modelos, Redes de Atenção e Gestão do Cuidado em Saúde pelo trabalho “Educação Permanente: sua influência na utilização das técnicas assépticas na passagem e manipulação de cateteres vesicais de demora pela equipe de enfermagem”.

O quinto trabalho da enfermagem que recebeu premiação foi o de Renata Morais Alves, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU Londrina. Com o tema “O cotidiano laboral do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência sob o olhar do enfermeiro”, Renata recebeu o terceiro lugar na modalidade Política e Gestão em Saúde.

O Coren/PR parabeniza os premiados e incentiva que um maior número de profissionais inscreva trabalhos em congressos, mostras e seminários. “É uma forma de difundir conhecimentos e experiências que podem inspirar colegas e impactar positivamente na vida da população”, estimula Simone.

 

Postado em Notícias

Imprimir